Foto: INAF
Anuncie aqui

Dados de satélite sugerem que há um grande lago de água líquida escondido sob uma espessa camada de gelo superficial.

Embora Marte esteja muito frio para que a água líquida pura sobreviva, o Planeta Vermelho é rico em sais de cálcio, magnésio e sódio que reduzem seu ponto de congelamento. Estes podem manter a água líquida a temperaturas tão baixas como -74 ° C.

Anuncie aqui

Ao contrário das descobertas anteriores de água em Marte, este reservatório parece ser permanentemente líquido. “É o único lugar onde a água persiste por muito tempo”, diz Roberto Orosei, do Instituto Nacional de Astrofísica, em Bolonha, na Itália.

Orosei e seus colegas usaram o satélite Mars Express para olhar abaixo da calota de gelo do planeta. O lago, com 20 km de diâmetro e 1,5 km abaixo da superfície, parecia mais brilhante nas imagens de radar.

Foto: INAF

O lago poderia potencialmente sediar a vida, apesar do frio e da salinidade extremos, pois os micróbios sobrevivem na Terra em condições similares , diz Orosei. “Não é um lugar onde se esperaria que a vida fosse fácil, mas é possível com base em análogos terrestres”.

Pesquisa arriscada

Descobrir o lago era difícil, porque o detector de radar da Mars Express não era confiável para esses tipos de medições. A equipe realmente teve que se arriscar a reprogramar o software do detector enquanto estava em órbita de Marte. Houve uma chance real de causar sérios fracassos, mas a aposta valeu a pena, diz Orosei.

Depois disso, eles tiveram que esperar por chances para observar o pólo sul. O satélite só podia receber bons dados quando estava perto da região à noite. Isso ocorreu menos de 30 vezes em três anos, mas felizmente para a equipe, isso foi o suficiente para encontrar um resultado.

Jeffery Plaut, do Laboratório de Propulsão a Jato da NASA na Califórnia, Pasadena, adverte que a descoberta parece promissora, mas precisará ser confirmada com mais estudos. As imagens de radar também poderiam ser explicadas por arranjos particulares de gelo de dióxido de carbono ou gelo de água muito puro, diz ele.

“Se o resultado for confirmado, seria a maior ocorrência conhecida da água líquida atualmente em Marte”, diz Plaut. “Isso claramente tem implicações para a história do clima e a possibilidade de habitats adequados à vida.”

http://science.sciencemag.org/content/early/2018/07/24/science.aar7268.full

Anuncie aqui