Fernanda Young: escritora e atriz morreu aos 49 anos Foto: Divulgação
Anuncie aqui

Colunista do GLOBO teve crise de asma, seguida de parada cardíaca

Escritora, atriz, roteirista, apresentadora de TV e colunista de O GLOBO, Fernanda Young morreu, aos 49 anos, às 3h deste domingo, no hospital de Gonçalves (MG), onde a família tem sítio. A atriz foi vitimada por uma crise de asma seguida de parada respiratória.

Fernanda, que sofria de asma desde a adolescência, começou a sentir falta de ar no fim da tarde de sábado, conforme relato de Rosário Gondim, proprietária da imobiliária mais importante da cidade e amiga da escritora.

Anuncie aqui

— À noite, o quadro piorou e Fernanda, que estava no sítio com uma de suas melhores amigas, tomou um remédio que fez com que o quadro melhorasse num primeiro momento — contou Rosário. — Horas depois, no entanto, Fernanda passou mal novamente, vomitou e acabou aspirando o vômito, o que foi fatal.

O caseiro do sítio teria tentado reanimá-la com massagem cardíaca e a levado ao hospital local, onde a escritora faleceu. O velório será realizado neste domingo às 13h, no cemitério Congonhas, em São Paulo. O sepultamento também será no local, às 16h15.

Última postagem nas redes

Em sua última postagem no Instagram, feita há 14 horas, Fernada compartilhou a foto da sala de estar do sítio em Gonçalves (MG), onde estava na noite de sábado. Junto da foto, escreveu a legenda: “Onde queres descanso, sou desejo” .

A atriz entraria em cartaz no dia 12 de setembro em São Paulo com a peça “Ainda nada de novo”, em que contracenaria com  Fernanda Nobre.

Fernanda Young (à esquerda) com Rita Lee, Mariza Orth e Mônica Waldvogel, na primeira versão do programa “Saia Justa”, do GNT Foto: Divulgação
Carreira

Fernanda iniciou sua carreira na TV em 1995, na série “A comédia da vida privada”, adaptação de textos de Luis Fernando Verissimo que assinou com o marido, Alexandre Machado, exibida pela Rede Globo. Em 1996 lançou o primeiro livro, “Vergonha dos pés”, pela editora Objetiva.

Em 2001, ela lançou um de seus maiores sucessos na TV, a série “Os normais”, estrelada por Fernanda Torres e Luiz Fernando Guimarães, co-roteirizada por Alexandre Machado e  Jorge Furtado. Guimarães estrelaria outras duas produções roteirizadas por ela: “Super sincero” (2005), quadro exibido pelo “Fantástico” e “Minha nada mole vida” (2006). Sua última produção foi a minissérie “Shippados”, estrelada por Tatá Werneck e Eduardo Sterblitch .

No cinema, além de “Os normais” (2003) e ” Os normais 2 — A noite mais maluca de todas”, Fernanda assinou os roteiros de “Bossa nova” (2000) e “Muito gelo e dois dedos d’água” (2006), tembém em parceira com Alexandre Machado.

Entre 2002 e 2004, a autora participou da primeira formação do programa “Saia justa”, do GNT, ao lado da jornalista Mônica Waldvogel, a atriz Marisa Orth e a cantora Rita Lee.

Famosos lamentam a morte de Fernanda Young

Várias personalidades lamentaram a morte da atriz. O autor Walcyr Carrasco usou seu perfil no Twitter para se despedir da atriz:

“Triste notícia recebi hoje com a morte precoce da Fernanda Young, essa menina talentosa, de humor ácido e de tantos trabalhos excepcionais como escritora, roteirista, atriz, apresentadora, entre outros. Descanse em paz!”, escreveu.

O ator Hélio de La Peña também fez uma postagem lamentando a morte de Fernanda: “Escritora talentosa, polêmica, divertida, autora (com seu marido Alexandre Machado) da melhor série brasileira até hoje, Os Normais, entre outros trabalhos. Uma pessoa bacana a menos no Brasil”.

Nilson Xavier, autor do Almanaque da Telenovela Brasileira, se manifestou pelas redes sociais. Ele repostou um tuíte de Fernanda sobre sua crítica à Shippados, última produção da atriz.

“Sempre fui fã do texto sarcástico, rápido e inteligente da dupla Fernanda Young e Alexandre Machado. Os Normais, Os Aspones, O Sistema (que pouca gente gostava, eu adoro), Minha Nada Mole Vida (delicioso), Separação?!, Macho Man, Vade Retro, Shippados…”

Na postagem, o padre Fabio de Melo fez um comentário em homenagem à amiga:

“Vou sentir muita falta das nossas longas conversas. E o encontro em Gonçalves, o almoço, a roda de música, ficarão na espera, na longa espera… Vai com Deus minha amiga. Dê um beijo Nele por mim”.

Paulo Borges, organizador da SPFW, também se manifestou e comentou corações pretos na publicação.

Fernanda deixa quatro filhos

Fernanda deixa o marido e quatro filhos: duas gêmeas de 19 anos, uma menina de 10 e um menino de 9 anos.

Fonte: globo.com

Anuncie aqui