Águia foi acionado para dar apoio durante incêndio na serra de São Pedro — Foto: Águia Polícia Militar Piracicaba
Anuncie aqui

Mesmo com a chuva que atingiu a região pela manhã, houve focos que persistiram pela tarde, até serem extintos completamente com auxílio de helicóptero.

Após sete dias de combate, o Corpo de Bombeiros apagou completamente, na sexta-feira (18) à tarde, o incêndio que atingia a Serra de São Pedro (SP). O grupamento contou com a colaboração da chuva que atingiu a região pela manhã, mas mesmo assim houve focos que permaneceram ao longo do dia, até serem completamente extintos.

No local, foram atingidos pelo menos 20 mil metros quadrados de vegetação, mas o número ainda não foi atualizado.

Anuncie aqui

“A gente precisa reavaliar porque não tivemos flancos grandes de incêndio, porque a vegetação que queimou era vegetação de solo. Você não via árvore pegando fogo. Era a vegetação rasteira que gerava fumaça. O flanco era em vários pontos, você não tinha uma área extensa. Você via na serra e tinha três, quatro pontos em vários locais. Então, precisar a área em metros quadrados é complicado. Não tivemos acesso terrestre. Só circundamos a mata e teve o contato aéreo”, explica o major Ivam Luiz Godinho, do 16º grupamento do Corpo de Bombeiros, de Piracicaba.

Frentes de trabalho

Além de equipes da cidade, houve apoio de servidores da prefeitura de São Pedro e dos helicópteros Águia da Polícia Militar de Piracicaba e Bauru. “Estava tão seco, que mesmo com a chuva teve foco que foi extinto agora à tarde com o uso do Águia”, aponta Godinho.

As chamas atingiram uma área perto do Parque do Voo Livre Celso Gonçalves da Fonseca. Saltos de parapente que partiriam do local chegaram a ser cancelados por causa do incêndio.

Fonte: G1 Piracicaba

Anuncie aqui