Clubes afetados pela paralisação dos estaduais pedem amparo à CBF de R$ 75 mil por mês — Foto: Rodrigo Cerqueira
Anuncie aqui

Movimento entre dirigentes de diversas regiões do Brasil formula proposta para solicitar à CBF amparo por dois meses para atenuar efeitos de paralisação por conta do coronavírus. Confira a lista dos clubes que manifestaram apoio

A paralisação dos campeonatos estaduais por conta da pandemia do coronavírus afetou os pequenos clubes do futebol brasileiro. Por meio de conferência virtual em um grupo de aplicativo de mensagens, dirigentes formularam uma carta de reivindicações em que pedirão à CBF o pagamento mensal de R$ 75 mil, durante dois meses, para conseguirem suportar os efeitos da paralisação do calendário. Os clubes pedem ainda isenção em taxas relativas às transações de atletas junto às federações locais e à Confederação Brasileira de Futebol.

– Fui adicionado no grupo de presidentes dos clubes que disputam os campeonatos estaduais, fora os clubes das Série A, B e C. Neste grupo, nós fizemos alguns posicionamentos, e todos os presidentes colocaram sugestões. Estamos pedindo auxílio financeiro da CBF por conta dessa paralisação. Somos nós que estamos na ponta e na base do futebol brasileiro – argumentou um dos dirigentes do grupo ouvido pela reportagem.

Anuncie aqui

De acordo com o documento enviado por dirigentes dos clubes à imprensa, a meta é reunir pelo menos 250 equipes que tiveram seus respectivos estaduais paralisados em março.

CONFIRA A REIVINDICAÇÃO DOS CLUBES

CARTA DOS CLUBES DO BRASIL

Em conferência virtual realizada na tarde deste domingo, 29 de março de 2020, nós presidentes dos clubes abaixo relacionados pactuamos:

1 – A crise sanitária porque passa o Brasil em face da pandemia do Coronavírus é gravíssima com agudas consequências para todos os segmentos da sociedade, entre estes o futebol profissional;

2 – Os clubes brasileiros têm sido parceiros nas medidas de prevenção e combate ao coronavírus e consequentemente na preservação da vida e assim permanecerão adotando medidas baseadas na ciência seguindo orientação de profissionais de saúde, autoridades governamentais, sanitárias e instituições ligadas ao esporte;

3 – Os 250 clubes signatários desta carta, que disputam os campeonatos estaduais, todos com atividades paralisadas, são responsáveis por mais de 7,5 mil postos de trabalho diretos no país, razão pela qual reivindicamos apoio da Confederação Brasileira de Futebol (CBF) no valor de R$ 75 mil mensais, por dois meses, para fazer face às despesas atinentes aos contratos em vigência;

4 – Isenção de taxas cobradas por Federações e CBF na inscrição de atletas, rescisões de contratos, taxa anual de clubes e outras taxas.

29 de março de 2020.

A CBF paralisou todas as competições nacionais no dia 16 de março e entregou nas mãos das federações locais a decisão de suspender os estaduais. No entanto, os decretos de emergência e calamidade pública publicados em vários estados por conta do avanço do coronavírus forçaram a parada completa de qualquer evento esportivo no país.

Além dos clubes, os jogadores se mostraram preocupados com a paralisação do calendário. Cerca de 60 jogadores dos 68 times da Série D do Brasileiro enviaram à CBF o pedido de pagamento de cotas para que os participantes da última divisão nacional tenham condições de honrar com os pagamentos de salários durante o torneio. Além disso, os capitães dos times pediram a manutenção do novo formato da 4ª divisão, que terá maior duração que outros anos.

Fonte: Globoesporte.com

Anuncie aqui