Pela primeira vez na história de Rio Claro, a água tratada chegará na região diretamente das Estações de Tratamento de Água, atendendo antiga reivindicação.

Foram anos de espera por solução para o problema de falta d’água. Finalmente as famílias do distrito de Assistência estão sendo atendidas e, pela primeira vez na história de Rio Claro, a água tratada chegará na região diretamente das Estações de Tratamento de Água. O assunto vem sendo tratado como prioridade pela prefeitura e Departamento Autônomo de Água e Esgoto (Daae), que entregam no sábado (11), às 10 horas, a adutora e o reservatório elevado, de um milhão de litros, que levarão água com pressão e quantidade suficientes para aquela região.

“É uma grande vitória dos moradores de Assistência, e isso só está sendo possível com a união de esforços e vontade de fazer acontecer”, afirma o prefeito Juninho da Padaria. “Outras melhorias para o sistema de captação, tratamento e distribuição de água já foram realizadas em nossa gestão, como a solução da falta d’água no Parque Flórida, após 10 anos de espera, e no distrito de Ferraz”, relembra Juninho.

O abastecimento no distrito de Assistência era feito somente por um poço artesiano de 150 metros de profundidade, com produção e consumo de 380 mil litros de água por dia.

A obra para melhorar a distribuição de água em Assistência incluiu a instalação de cerca de 1.800 metros de tubulação de 300 milímetros em ferro fundido na SP-127 e na rodovia Washington Luís (a SP-310), que também recebeu cerca de 80 metros de travessia subterrânea não destrutiva, para interligação do reservatório elevado do Jardim Novo, que também tem capacidade para 1 milhão de litros. Testes de estanqueidade e abastecimento, além da limpeza da nova tubulação e dos dois reservatórios foram as etapas finais da obra.

“Esse era outro problema herdado que a atual administração está conseguindo solucionar, em mais uma demonstração de respeito à população”, comenta o superintendente do Daae, Paulo Roberto Bortolotti, ressaltando que agora o sistema de abastecimento será feito tanto por adutora com água tratada da ETA 1 como da ETA2, passando pelos dois novos reservatórios.

O investimento nessa série de obras para acabar com a falta de água no distrito de Assistência é de aproximadamente R$ 1,5 milhão, com verbas federais e contrapartida do município.

Para que a melhoria fosse executada, a prefeitura precisou de liberação da Agência de Transporte do Estado de São Paulo (Artesp), já que a nova rede de tubulação passa em área de concessão das concessionárias Centrovias e Colinas. A autorização foi obtida após inúmeras tratativas da atual gestão municipal desde o início de 2017, que contaram com o apoio do deputado estadual Aldo Demarchi e do vereador Rafael Andreeta.

Ações

A prefeitura e o Daae têm feito outras ações visando melhorar a qualidade da captação, tratamento e abastecimento de água. Além da elaboração de projetos e estudos, está no plano de ação da autarquia finalizar as obras de melhoria da captação e ampliação da ETA 2, e a recuperação estrutural e melhorias do sistema de tratamento da ETA 1.

A partir de convênio firmado com a Unesp de Rio Claro, o Daae também tem feito análises microbiológicas da água da ETA 1 de maneira pioneira no país, além de um intenso trabalho para recuperação e preservação de nascentes e mananciais espalhados pelo município, com plantio de mudas provenientes do viveiro da autarquia.