Com coronavírus, produção álcool em gel sobe 6.500% em fábrica de Piracicaba — Foto: CNA/Divulgação
Anuncie aqui

Empresa é responsável por maior parte da produção nacional; para atender a demanda, unidade teve que criar mais um turno de trabalho, com produção direta, e aumentar o quadro de funcionários em 50%.

Com o aumento constante de casos de coronavírus no Brasil, a produção de álcool em gel em uma fábrica de Piracicaba (SP) teve aumento de 6.500% em março. A empresa é responsável por cerca de 70% da produção nacional, e teve que contratar novos funcionários e aumentar turnos de trabalho para atender a demanda.

A escalada na produção da Companhia Nacional de Álcool (CNA) começou em fevereiro. O carro-chefe da empresa é a embalagem de 400 gramas de álcool em gel. No mês passado, quando surgiu a preocupação com o coronavírus, a empresa já tinha registrado um aumento de 150% na produção. De 10 mil caixas mensais, a companhia passou a produzir 25 mil unidades.

Anuncie aqui

Em março, a produção da empresa teve um salto. Atualmente, são produzidos 120 mil frascos de 400 gramas de álcool em gel por dia. Esse número é equivalente a toda a produção de janeiro deste ano, segundo a empresa. Somente desta embalagem, o aumento é de 8 milhões na demanda.

“São 6.500% a mais de demanda apenas esse mês, o que representa quatro toneladas em março, aproximadamente, de demanda de produção de álcool em gel”, declarou o presidente da companhia, Leonardo Ferreira.

Ele disse ainda que, somente na última sexta-feira (13), a empresa entregou cerca de 1 milhão de frascos de álcool em gel.

Para atender demanda, fábrica de álcool em gel em Piracicaba aumentou turno de trabalho e prevê linhas de produção — Foto: CNA/Divulgação

Contratações para aumento de demanda

Para atender a demanda, a companhia teve que aumentar em 50% o quadro de funcionários, com a criação de pelo menos mais 100 vagas de emprego.

Desde o início do mês, a fábrica funciona 24 horas em três turnos de trabalho, incluindo os finais de semana. Para a criação do terceiro turno de trabalho, foi preciso adquirir novo maquinário.

Ainda segundo a companhia, mais duas linhas de produção devem ser implantadas ainda neste mês.

Fonte: G1 Piracicaba

Anuncie aqui