Anuncie aqui

O assunto foi tema de reunião na terça-feira (17).

Com espaço no Museu Amador Bueno da Veiga especialmente dedicado à memória ferroviária de Rio Claro, o município une esforços com a empresa Rumo e o Instituto Memória Ferroviária (IMF) para que a história do município seja ainda mais valorizada e ganhe visibilidade.

O prefeito João Teixeira Junior, o Juninho da Padaria, reuniu-se na terça-feira (17) com representantes da Rumo e do IMF para tratar de temas relacionados ao assunto. “A parceria é fundamental para que o município consiga resgatar a memória ferroviária e para isso temos tido importante apoio da Rumo e do IMF que, junto com a prefeitura, formam o tripé para que avancemos nestas questões”, observou o prefeito Juninho, agradecendo o empenho que a empresa e o instituto têm demonstrado.

Anuncie aqui

A instalação de museu ferroviário caminha e providências estão sendo tomadas para que seja implantado. Também em pauta esteve a possibilidade de se solicitar ao Dnit locomotivas desativadas.

“A Rumo sempre será parceira e está à disposição para contribuir com o município”, frisou Marcelo Rodrigues, relações governamentais da Rumo.

“Nossa intenção é implantar o museu ferroviário e contar com vagões da Companhia Paulista, sempre com a participação da comunidade para que ela nos ajude a construir essa memória”, observou Marco Antonio Muniz, presidente do IMF. “São conquistas importantes e para as quais temos certeza que continuaremos contando com o apoio da prefeitura e da Rumo”, acrescenta Muniz.

O vereador Geraldo Voluntário, autor de requerimentos que tratam do museu ferroviário e outras questões ligadas à ferrovia, também participou da reunião. “Vamos continuar trabalhando para que o município avance também neste aspecto e possamos contar com equipamentos de resgate à história da ferrovia”, comentou o vereador. A reunião também teve participação de Ricardo Naitzke, ouvidor geral do município.

Anuncie aqui