Anuncie aqui

A Câmara Municipal de Rio Claro terá uma economia superior a 300 mil reais por ano nas transmissões das sessões ordinárias e de outras atividades institucionais. O contrato com a Fundação Claret, mantenedora do canal aberto de televisão que atualmente realiza o serviço, vence no dia 15 de setembro próximo e não será renovado, conforme decisão da Mesa Diretora.

“Essa medida faz parte do programa voltado à economicidade dos recursos públicos que adotamos desde que assumimos”, resume o presidente da Casa de Leis, vereador André Godoy.

Anuncie aqui

Ele garante, no entanto, que a população continuará a acompanhar normalmente o trabalho dos vereadores. “Já estamos em negociação com a TV Alesp desde julho para uso compartilhado do canal legislativo. Isso está previsto na Lei Federal 8977, de 1995, e não acarretará nenhum custo”, informa o presidente.

O acordo com a TV Alesp será firmado a partir de um novo convênio ou da renovação de um contrato assinado em junho de 2012 e que nunca chegou a ser concretizado. “A vigência era de cinco anos e terminou em 2017. O setor que administra esses convênios na Assembleia Legislativa definirá qual a melhor alternativa”, explica André Godoy.

Ele observa ainda que as sessões da Câmara também estão disponíveis na rede mundial de computadores no canal Youtube. “Essa e outras plataformas virtuais continuarão a ser utilizadas para que um número cada vez maior de pessoas tenha acesso ao nosso trabalho”, afiança o presidente.

Anuncie aqui