Anuncie aqui

Dicas que vão te ajudar a conquistar o seu primeiro apartamento

Descubra alguns conselhos úteis para que dê tudo certo na sua empreitada em busca do seu novo lar!

Nem todas as pessoas sabem tudo de que precisam saber ao anunciar um apartamento em Rio Claro à venda.

Não dá mesmo para aprender tudo do dia para a noite, nem ter muita experiência no as-sunto.

Esperamos aqui, então, lançar alguma luz detalhada sobre como você também pode reali-zar a façanha aparentemente impossível de comprar por conta própria.

Anuncie aqui

Se for jovem, pode ficar calmo que não lhe daremos nenhuma informação desnecessária ou sermões.

Só queremos que você saiba tudo o que puder agora para ajudá-lo a estar totalmente pre-parado para o que está por vir.

1. Primeira dica: pense no que realmente importa

Ao procurar um apartamento, o preço é a primeira coisa a considerar.

Contudo, é bom saber que preço e localização andam de mãos dadas, então de nada adi-anta alugar ou comprar apartamentos à venda baratos, mas com uma péssima localização.

É por isso que pensar no que realmente importa pode evitar arrependimentos e ajudá-lo a tomar uma escolha mais acertada.

2. Segunda dica: pense antes em quanto dinheiro você precisa ganhar para arcar com um apartamento novo

Os donos de aptos à venda têm requisitos rígidos de renda para se proteger de locatários e compradores caloteiros.

Esses proprietários também buscam proteger os próprios compradores e locatários de as-sumirem mais do que podem suportar.

A maioria dos complexos de aps à venda ou para alugar exige que você pague um valor de entrada ou uma caução do aluguel para ser considerado para aprovação.

Isso ocorre porque eles sabem que suas outras despesas de vida (alimentação, transporte, serviços públicos, saúde, etc.) custarão muito.

Assim, você não poderá pagar o financiamento ou o aluguel se não cumprir o requisito de renda mínima.

Sendo assim, para evitar uma possível rejeição logo de cara, busque verificar por conta própria se você realmente tem condições de arcar com um apartamento novo.

Dessa forma economizará o seu tempo e também do proprietário do apê pelo qual está interessado.

3. Terceira dica: se realmente precisar economizar, pense nas coisas que pode abrir mão.

Se não houver elevador, os apês à venda nos andares superiores serão mais baratos por-que a maioria das pessoas não quer carregar seus pertences por um lance de escadas.

Por outro lado, um apartamento à venda perto de lojas e de outras conveniências será consideravelmente mais caro do que outro menos próximo de uma rua principal.

Em geral, o proprietário de um imóvel para vender ou alugar cobrará mais se você tiver animais de estimação, por exemplo, pois haverá mais limpeza envolvida no condomínio.

Apartamentos sem animais de estimação, por sua vez, podem custar um pouco menos por esse motivo.

Além disso, considerar o custo da segurança também é importante.

Apartamentos para vender realmente baratos parecem o lugar perfeito para quem vai começar a morar sozinho agora, mas ter as coisas roubadas pode sair caro.

Caso só tenha condições para comprar um apê em uma área pouco segura, acostume-se ao menos a adotar medidas extras de segurança para você e seu carro, se tiver.

4. Quarta dica: esteja a par das notícias sobre imóveis na sua região

Peça aos seus amigos para manterem os ouvidos abertos para vagas em seus prédios.

Confira periodicamente os sites de imóveis à venda e favorite no seu navegador web aqueles que você mais tenha gostado.

Manter-se atualizado é crucial para não perder boas oportunidades e ofertas que nem sempre estão no mercado, ou que rapidamente costumam sair da lista de classificados.

5. Quinta dica: considere dividir as contas com alguém se o seu orçamento realmente estiver apertado.

Se um apartamento para vender de baixo orçamento é tudo o que você realmente pode pagar, sugerimos que encontre um colega de quarto para dividir um apê melhor com você.

Antes, porém, pense bem com quem você pretende morar.

É com um amigo ou dois? Com um namorado ou com sua namorada? Ou será que sua vida só funciona se estiver sozinho?

Em resumo, você precisa ter certeza de que quem quer que seja que você decida morar junto, seja confiável, tenha um bom emprego e não desista se as coisas ficarem difíceis.

As regras são as mesmas, ainda que você decida morar com o atual amor da sua vida.

E sabemos que é tentador querer morar com sua namorado(a) quando está saindo por alguns meses com ele(a) e odeia ficar separada(o) dele(a).

Mas, por favor, certifique-se de estar pronto para passar pelo menos de 6 a 12 meses em um contrato com seu escolhido(a).

Claro que não ter que obedecer às regras dos seus pais e ter a chance de criar um pequeno refúgio só para vocês dois pode ser ótimo.

Contudo, pense no que acontecerá se, em quatro meses, o estresse das contas, trabalho e louças sujas abalarem seriamente a relação.

Infelizmente, nem todo mundo é tão sortudo ao ponto de aguentar viver junto por muito tempo.

Mas se você sabe que você e seu companheiro(a) têm resistência suficiente para perma-meterem juntos até nas dificuldades, maravilha!

É claro que, independentemente disso, também não faz mal já de antemão tentar chegar a um acordo sobre o que acontecerá caso decidam se separar antes que o contrato termine.

Caso esteja comprando ou alugando um apartamento com um amigo, ou mais amigos, é bom saber que viver com muitas pessoas pode ser irritante.

Às vezes, seus colegas de quarto podem querer fazer uma festa quando tudo o que você quer fazer é assistir TV na sala.

Pensando nisso, vocês dois devem concordar em como lidar com essas situações e como dividirão os seus desejos e responsabilidades.

Isso vai desde comprar comida para toda a casa ou cada um comprar a sua própria refeição.

Sabendo que todos os seus amigos são confiáveis e seguirão estritamente as regras, tudo vai dar certo no final.

Claro, se você também fizer a sua parte.

6. Sexta dica: não se esqueça dos custos extras

Há tantos custos extras na hora de comprar ou alugar um imóvel…

Se estiver em busca de apartamentos para vender, por exemplo, terá que arcar com milhares de reais em impostos e com a avaliação de engenheiros.

Sem contar o valor do condomínio e das contas mensais de água e luz que terá de pagar.

O mesmo ocorre se estiver em busca de um primeiro apartamento alugado.

Você terá que arranjar dinheiro para a caução, para o condomínio, contas mensais de manutenção do apê, entre outros.

Então, não cometa a besteira de contabilizar apenas o valor anunciado para compra ou aluguel.

No fim das contas, apartamentos à venda ou para alugar acabam sendo muito mais caros do que o anúncio deixa a revelar.

Se gostou do nosso artigo, siga-nos nas redes sociais e confira mais conteúdos interessantes!

Anuncie aqui

Mais artigos do autor

Anuncie aqui
Anuncie aqui

Curta nossa página no Facebook

Anuncie aqui
Anuncie aqui

Outros artigos

Vazamento e revisão na conta

Vazamentos de água que impactam a conta no final do mês são comuns e atingem a todos os consumidores. Dependendo do quanto “vazou”, pode...

A Cola (ou Como Se Tornar Um Bom Aluno)

De modo desastroso, chegava ao fim aquele que tinha sido, até então, o pior ano de minha vida: a quinta série. Nos anos anteriores,...

Passeio no Parque

Anuncie aqui

Mais notícias

Trecho de serra da SP 310 receberá 300 luminárias

Iniciativa tem como finalidade melhorar a visibilidade dos motoristas e reduzir riscos de acidentes. A concessionária Eixo SP iniciou nesta segunda-feira (20) a instalação de...

Pode isso, Arnaldo?

Por: Willian Nagib Filho No preâmbulo da Constituição Federal consta que os representantes do povo ali reunidos instituíram um Estado Democrático, destinado a assegurar a...