Cão da raça pitbull não resistiu aos ferimentos e morreu após ter sido queimado por dono — Foto: Associação Limeirense de Proteção aos Animais
Anuncie aqui

Caso ocorreu na noite de sexta-feira (16). ONG foi chamada após pessoa que passava pelo local ter visto fogo e ouvido cachorro gritando.

Voluntários de uma ONG de proteção a animais resgataram um cão da raça pitbull que foi enrolado em um cobertor e queimado em Limeira (SP). O caso aconteceu na noite de sexta-feira (16). O animal foi resgatado e levado para um hospital veterinário. O autor dos maus-tratos não foi localizado.

O pitbull, que recebeu dos voluntários o nome de Titan, estava em uma área verde entre os bairros Graminha e Jequitibás. A Associação Limeirense de Proteção aos Animais (Alpa) informou ao G1 que um morador teria visto o fogo e ouvido latidos e gemidos do cachorro, jogando um balde de água para apagar as chamas. Em seguida, a ONG foi acionada por ele.

Anuncie aqui

A presidente da Alpa, Cassiana Fagoti, contou que o pitbull estava com muitos ferimentos nas costas, no rosto e nas patas. Ele foi levado a um hospital veterinário do município em estado grave.

“Quando cheguei estava aos gritos, berrava demais. Acreditamos que ele foi vítima de maus-tratos ou alguém quis se desfazer dele”, disse a presidente da ONG.

Animal muito ferido

Segundo Fagoti, Titan está com rins comprometidos e sangue na urina. “Estão fazendo tudo oque é possível para recuperá-lo”, afirmou. Ela informou ainda que deve registrar boletim de ocorrência junto à Polícia Civil.

“É importante localizar o autor ou o tutor do cão, mesmo que não seja ele quem cometeu o ato, senão vai ser mais um caso de maus-tratos sem ninguém punido”, disse Cassiana.

A clínica veterinária informou que o animal permanece internado no local e que todas as atualizações de estado de saúde são passadas apenas à Alpa.

Por G1 Piracicaba e Região

Anuncie aqui