Cerimônia de homenagens a 20 integrantes das polícias Civil, Militar e Técnico-Científico com o certificado Policial Nota 10; reconhecimento da atuação das três polícias do Estado no ataque à Escola Estadual Professor Raul Brasil, em Suzano; e na ocorrência em que o trabalho integrado impediu o assalto a duas agências bancárias na cidade de Guararema

Policiais de SP são reconhecidos por atuação em ocorrências de destaque, como o ataque à escola de Suzano e a bancos em Guararema

O Governador João Doria e o Secretário da Segurança Pública, General João Camilo Pires de Campos, homenagearam nesta terça-feira (9) 20 integrantes das polícias Civil, Militar e Técnico-Científico com o certificado Policial Nota 10.

Outro destaque da solenidade foi o reconhecimento da atuação das três polícias do Estado no episódio do ataque à Escola Estadual Professor Raul Brasil, em Suzano, no dia 13 de março, e na ocorrência em que o trabalho integrado impediu o assalto a duas agências bancárias na cidade de Guararema no dia 4. Ao todo, 150 profissionais foram homenageados.

“O Governo de São Paulo estará sempre ao lado daqueles policiais no cumprimento do seu dever e seguindo o protocolo que estarão defendendo as pessoas de bem no nosso estado”,

disse Doria. A cerimônia aconteceu na sede do Palácio dos Bandeirantes. Criado pela atual gestão da Secretaria da Segurança Pública, o programa “Policial Nota 10” tem como objetivo reconhecer e estimular o bom trabalho policial em todo o Estado.

Nesta terceira edição da homenagem, foram destacadas ocorrências que envolveram policiamento ostensivo, inteligência policial por meio de investigações e também canais de denúncia, bem como o trabalho de policiais científicos, levando em consideração os anos que estão contribuindo com a instituição.

“Rigor, disciplina, controle, respeito pelos direitos humanos, mas respeito sobretudo pelo dever cumprido, pela proteção das famílias de bem. É isso que nós desejamos em São Paulo e por isso nós temos enorme orgulho da Polícia Civil, da Polícia Científica, do Corpo de Bombeiros e da Polícia Militar”, afirmou o Governador.

Polícia Militar

O Capitão Mário Augusto Ferreira de Freitas, o 1° Tenente Roberto Menegário Sobrinho e o Cabo Adriano Ricardo Camolêz são alguns dos policiais militares homenageados. O reconhecimento se deve pelo fato de terem evitado que um homem armado tirasse a própria vida dentro da Catedral de Ribeirão Preto, no dia 21 de março. Na ocasião, um dos PMs ajoelhou-se no altar da igreja para acalmar o rapaz que tentaria suicídio.

O segundo caso que foi destaque no mês foi a prisão de um homem envolvido na morte de um PM Ambiental, que desapareceu em janeiro do ano passado. Após denúncia anônima, o criminoso foi detido no dia 24 de março, na região de Sorocaba, pelo 1° Sargento Cristiano da Silva e os Cabos Paulo Ricardo Pena e José Antônio Garramone Júnior, que também foram reconhecidos com o título de “Policial Nota 10”.

O terceiro caso que resultou na condecoração de PMs foi a prisão de dois homens que tentaram sequestrar uma pessoa para fins de extorsão. Os criminosos foram interrompidos pelo Sargento Juliano César Silva do Nascimento e o Cabo Marcelo Rodrigues dos Santos, do 3º Batalhão de Policiamento Ambiental, e também pelos Cabos Antônio Marcos Emilio e Leandro Rodrigo Barbosa, do 23° Batalhão de Polícia Militar do Interior.

Polícia Civil

O Delegado Geovani Sesti Moschini, o Investigador Diego Dias Vidal da Cruz e o Escrivão Rodney Pereira de Oliveira, integrantes do Departamento Estadual de Prevenção e Repressão ao Narcotráfico (Denarc), foram homenageados pela apreensão de 1,2 tonelada de maconha e a prisão de três pessoas no bairro de Perus, zona Norte da capital, no dia 13 de março. O veículo havia sido carregado no Chile. O trio foi preso em flagrante e indiciado por tráfico de drogas e associação ao tráfico.

Outro caso de destaque também envolve uma especializada da Polícia Civil e leva a condecoração a um trio de profissionais. O Delegado Rodolpho Chiarelli Junior, o Investigador Moacir Teles Montilha e a Escrivã Carla Barbosa foram reconhecidos pela investigação que culminou na prisão de dois suspeitos pela morte de um homem, vítima do golpe popularmente conhecido como “Boa noite Cinderela”. Com a prisão realizada no dia 28 de fevereiro, mais oito crimes semelhantes foram esclarecidos.

Durante o evento, também foram homenageados o Delegado Norberto Donizeti Bergamini e o Investigador Célio Aparecido Fattori Júnior, do 3° Distrito Policial de São Vicente. Os policiais foram responsáveis pela prisão de um holandês procurado por tentativa de homicídio pela Organização Internacional de Polícia Criminal, conhecida mundialmente como Interpol. O homem, que já era investigado por tráfico de entorpecentes, foi detido no dia 28 de fevereiro e com ele foram encontrados 41,4 quilos de ecstasy.

Polícia Científica

Por parte da Polícia Técnico-Científica, foram agraciados dois profissionais que muito têm contribuído com a instituição. Um deles é o Coordenador da Frota do Instituo Médico Legal (IML), Edilton José Barros Azevedo. Há 28 anos na SPTC, ele é responsável por chefiar a recolha de cadáveres na Capital e já atuou em ocorrências de destaque, como o acidente que vitimou o jornalista Ricardo Boechat e também o atentado à Escola Estadual Raul Brasil, em Suzano. Também foi homenageado o Auxiliar de necropsia Alan da Silva Ferreira, que atua há anos na SPTC e sempre de forma proativa ajudou a instituição.

Ataques à escola em Suzano e a agências bancárias em Guararema

Na solenidade, 76 profissionais da Segurança Pública que atuaram no caso do atentado à escola Raul Brasil, em Suzano, foram homenageados. Do total, foram agraciados 14 policiais militares, 32 civis e 30 técnico-científicos.

Além disso, outros 74 policiais (31 militares, 41 civis e dois técnico-científicos) foram homenageados por terem impedido o assalto em agências bancárias, localizadas na cidade de Guararema. Foram apreendidos oito fuzis, quatro pistolas, duas calibres 12, explosivos e coletes balísticos. Até o momento, seis pessoas foram presas.

Fonte: Governo do Estado de São Paulo

Cerimônia de homenagens a 20 integrantes das polícias Civil, Militar e Técnico-Científico com o certificado Policial Nota 10; reconhecimento da atuação das três polícias do Estado no ataque à Escola Estadual Professor Raul Brasil, em Suzano; e na ocorrência em que o trabalho integrado impediu o assalto a duas agências bancárias na cidade de Guararema