Com ensaios todos os domingos, das 15 às 18 horas, no Engenho Central, a Paixão de Cristo de Piracicaba chega à sua 30ª edição consecutiva na Semana Santa (de 14 e 21 de abril). Prestigiado por pessoas de diversas regiões do País, o espetáculo a céu aberto emociona o público, inclusive quem já assistiu, mas retorna para ver as novidades de cada apresentação.

Realizada pela Associação Cultural e Teatral Guarantã, a Paixão de Cristo de Piracicaba vai além da apresentação teatral centrada na epopeia bíblica. O espetáculo com cerca de duas horas de duração surpreende em cada cena, fazendo o público ficar atento nos principais detalhes: cavalos, encenações, luzes e a movimentação que toma conta da cidade cenográfica montada especialmente para o espetáculo.

Contando com a participação de um elenco formado por cerca de 250 voluntários, figurantes e técnicos, a Paixão de Cristo de Piracicaba é considerada uma das melhores montagens cênicas do país e a maior de todo centro sul do Brasil.

Como já é tradição, as nove apresentações ocorrem entre os Domingos de Ramos e de Páscoa, sempre às 20 horas, com sessão extra (diurna) na Sexta-feira Santa. Neste ano, a direção geral é do artista e produtor cultural Marcos Thadeus, com assistência de Edvaldo Oliveira, um dos fundadores da Associação Cultural e Teatral Guarantã. A produção é de Anelisa Ferraz, que também faz parte da Associação e pela primeira vez ocupa o cargo na composição do espetáculo.

ESPETÁCULO

Lembrando uma verdadeira cidade cenográfica, a história transcorre em cenas simultâneas para permitir ao público uma completa visibilidade de todos os palcos que compõem a estrutura espalhada pela área principal do Engenho Central.

No decorrer da apresentação o espectador sente-se envolvido pelo clima do espetáculo, num realismo obtido graças aos inúmeros efeitos cênicos e técnicos. A dramaticidade da trilha sonora, juntamente com os recursos utilizados, como carruagens, bigas, soldados e artistas circenses, remetem o público à própria época.

Por isso, nestas trinta edições ininterruptas, a Paixão de Cristo de Piracicaba continua sendo reconhecida pela crítica especializada como um dos melhores espetáculos do gênero no Brasil.

ELENCO

Entre as novidades desta edição, está a participação de dois atores e duas atrizes para interpretarem Jesus e sua mãe, Maria. A ideia é a de que haja um revezamento entre os pares durantes as oito noites de apresentações.

Em um dos pares, Jesus e Maria serão Giovani Bruno e Rosangela Pereira, que viverão os personagens adultos. Na mesma montagem, Rafael Henrique será Jesus jovem e Leticia Acácio, Maria jovem.

O outro será composto por Guilherme Quadrado e Tânia Christofoletti, enquanto Jesus jovem será interpretado Lucas Lara Naléssio e Maria jovem, por Juliana Gerage. O bebê Benício Rafael interpretará Jesus recém-nascido (em algumas cenas) e Leonardo Yuji Kassagui será a criança em todos os dias.

Outros personagens clássicos da história como João Batista será interpretado por Samuel Zanatta; Luis Henrique Teo de Lara (Pilatos); Dante Skall (Herodes) e Letícia Navarro (Herodíades). Ivan Daniel interpretará Judas; Tiara Solva será Madalena e Isabelle Costa, Salomé.

PARTICIPE DO ELENCO

Para participar não é preciso experiência teatral, basta se inscrever. Os interessados em compor o elenco da Paixão de Cristo de Piracicaba devem comparecer no Engenho Central durante os ensaios dominicais. A participação é aberta à comunidade e não há limite de idade. Menores de 18 anos deverão ir acompanhados dos pais ou responsáveis.