Anuncie aqui

Medida garante regularidade no funcionamento da administração municipal.

Com uma dívida estimada em R$ 110 milhões em precatórios, a prefeitura de Rio Claro está tomando medidas para afastar o risco de bloqueio de recursos, o que poderia prejudicar o funcionamento da administração municipal. Com este propósito, prefeito João Teixeira Junior, o Juninho da Padaria, esteve nesta terça-feira (10) no Departamento de Precatórios (Depre) do Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo, onde assinou uma renegociação de dívidas.

“São dívidas herdadas de governos anteriores, mas que se a atual administração não pagar podem comprometer o funcionamento da prefeitura”, explica o secretário municipal de Justiça, Rodrigo Ragghiante.

Anuncie aqui

O prefeito Juninho esteve em São Paulo acompanhado do Procurador Geral do Município, Alessander Kemp Marrichi, e do secretário de Economia e Finanças, Gilmar Dietrich.

Os gestores rio-clarenses foram recebidos por Luis Paulo Aliende Ribeiro, desembargador coordenador do Depre, e assinaram acordo que prevê prestações mensais de aproximadamente R$ 1,2 milhão. “É um dinheiro que poderíamos usar em benefício da comunidade, mas temos que pagar essas dívidas que herdamos para que a cidade não seja penalizada”, afirma o prefeito Juninho.

As dívidas de R$ 110 milhões do município de Rio Claro em precatórios são referentes ao Departamento Autônomo de Água e Esgoto (Daae), Fundação Municipal de Saúde e Prefeitura. “Já estamos honrando esses compromissos e pagando parcelas numa proporção que nos coloca na condição de ser o governo que mais pagou precatórios em Rio Claro desde 1988”, informa o secretário Gilmar Dietrich.

Anuncie aqui