Anuncie aqui

O neo-sacerdote vai atuar na Paróquia Imaculada Conceição, em Piracicaba

Pelo gesto sacramental da imposição das mãos e prece de ordenação do bispo diocesano Dom Fernando Mason, o diácono permanente Celso de Jesus Ribeiro será ordenado sacerdote, neste domingo, 26 de janeiro, às 15h, durante missa solene na Sé Catedral Santo Antônio, em Piracicaba.

Inspirado na palavra do apóstolo Paulo, o diácono Celso escolheu como lema o versículo: “Vivo, não eu, Cristo vive em mim” (Gl 2, 20). Ele nos diz que sempre admirou a coragem de São Paulo que, depois de encontrar-se com o Cristo vivo e verdadeiro, no caminho de Damasco, teve sua vida transformada. “Que essas belas palavras de Paulo, sua coragem e destemor no anúncio da boa nova de Cristo seja a marca do meu ministério sacerdotal”, enfatiza o diácono.

Anuncie aqui

Após a ordenação presbiteral o padre Celso será vigário paroquial na Paróquia Imaculada Conceição, na Vila Rezende, ambas em Piracicaba.

Diácono permanente há cinco anos, Celso de Jesus Ribeiro é natural de Piracicaba. Nasceu em 16 de Março de 1967, é o terceiro filho de Nair Granzoto Ribeiro e José Ribeiro. Tem quatro irmãos, sendo os dois mais velhos padres e duas irmãs mais novas casadas. Embora tivesse sentido o chamado ao serviço da Igreja, renunciou para cuidar da família, pois os irmãos mais velhos já estavam no seminário. Porém, os desígnios de Deus foram outros. Foi convidado pelo pároco da Paróquia São Judas Tadeu, cônego Alvarino Bienzobás Jr. a fazer o curso diocesano para o diocanado permanente. Refletiu e aceitou, acreditando que Deus lhe dava a possibilidade de servi-Lo e à sua Igreja, sem a necessidade de, totalmente, precisar deixar a família.

Formou-se em Ciências Contábeis na Unimep (Universidade Metodista de Piracicaba) e profissionalmente trabalhou durante 30 anos como bancário. Durante esse período aprofundou seus conhecimentos cursando Filosofia e Teologia. Sentindo latente a vocação, manifestou ao bispo diocesano o desejo de ser ordenado presbítero. O pedido foi aceito e, posteriormente, acolhido no seminário. Devido à formação, ficou um ano no Seminário Propedêutico e mais um ano no Seminário Teológico, cursando disciplinas para aprofundamento do conhecimento eclesiológico, como aluno especial da PUC/Campinas. “A messe é grande e os operários são poucos. Agradeço imensamente a Dom Fernando por ter acolhido meu desejo de tornar-me um presbítero na Diocese de Piracicaba”, conclui o futuro padre.

Anuncie aqui