Cerca de R$ 200 mil foram apreendidos durante a Operação Bellagio, do Gaeco de Piracicaba — Foto: MP-SP/Gaeco
Anuncie aqui

Corregedorias deram apoio ao Ministério Público em Americana e Santa Bárbara d’Oeste

O Ministério Público de São Paulo, por meio do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco), deflagrou nesta segunda-feira (4/11) a Operação Bellagio nas cidades de Americana e Santa Bárbara d’Oeste. A operação foi realizada em conjunto com a Corregedoria da Polícia Militar e a Corredoria da Polícia Civil de São Paulo.

A investigação foi iniciada pela Corregedoria da Polícia Militar para apurar o envolvimento de PMs em atividades ilícitas relacionadas a jogos de azar. Segundo o apurado, eles receberiam vantagem indevida valendo-se da função pública. Os policiais militares atuavam de modo organizado na segurança do local de exploração do jogo de azar.

Anuncie aqui

No curso das apurações descobriram-se indícios da participação de outras pessoas na organização criminosa e as provas foram, então, compartilhadas com o Ministério Público, que iniciou investigação em paralelo. No curso desta investigação foram identificados outros envolvidos e, com o apoio da Corregedoria da Polícia Civil, foram identificados policiais civis que também estavam integrados a organização criminosa e praticavam atos de corrupção.

Participaram da operação 10 promotores de Justiça, aproximadamente 170 PMs utilizando 40  viaturas, dois delegados da Corregedoria da Polícia Civil, quatro policiais civis e três viaturas da corporação.

Foram cumpridos 20 mandados de busca e apreensão e 10 mandados de prisão. Entre entre os presos, estão três policiais militares e dois policiais civis. Houve apreensão de um total de R$ 200 mil reais.

Fonte: Ministério Público do Estado de São Paulo

Anuncie aqui